AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

segunda, 29 de março de 2021

Em medida cautelar, TCE/SC cobra da Fecam garantias jurídicas de contrato para compra de vacinas

O Tribunal de Contas de Santa Catarina (TCE/SC), por meio de uma medida cautelar do conselheiro Luiz Eduardo Cherem, condicionou a compra de vacinas Sputnik V por parte das prefeituras do Estado representadas pela Federação Catarinense de Municípios (Fecam) a garantias jurídicas relacionadas à comercialização. A decisão monocrática é baseada em relatório do Tribunal que destaca pontos de atenção para serem considerados antes da efetivação do negócio.

"É louvável a iniciativa dos executivos municipais no movimento feito com o objetivo de providenciar diretamente imunizantes contra a covid-19, num esforço que entendo deve ser de todas as esferas da administração pública. Mas é preciso que haja garantias de que essas prefeituras estejam realizando uma compra correta", afirma Cherem.

Na medida cautelar emitida no último sábado (27/3), o Tribunal de Contas exige que no contrato da compra das vacinas Sputnik V seja incluída uma cláusula que imponha o pagamento apenas após os imunizantes terem a liberação das autoridades alfandegárias e sanitárias e que estejam aptos a serem aplicadas na população, de forma a possibilitar a "regular liquidação da despesa" - a Sputnik V ainda não tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O documento também determina que os prefeitos interessados na compra das vacinas encaminhem ao TCE/SC toda a documentação da aquisição em análise, principalmente as cópias dos contratos, juntamente com as respectivas cartas de crédito, imediatamente após a assinatura, caso venham a concretizar a compra.

"Trata-se de um volume elevado de recursos públicos e que, portanto, precisa de todos os cuidados necessários para que seja bem utilizado, bem como para que não ocorram desvios. O material que nos foi apresentado até agora apresenta fragilidades que revelam um alto risco para a contratação”, relata Cherem. A intenção dos prefeitos representados pela Fecam é de comprar 4,1 milhões de doses do imunizante, em investimento aproximado de R$ 200 milhões - 261 municípios já emitiram cartas de intenção.

Fonte: Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina

Últimas notícias jurídicas

05 de abril de 2021
Nova Lei de Licitações é sancionada com vetos
Entre os pontos vetados estão dois itens que obrigavam a publicação de contratações públicas e editais em jornal de grande circulação.O Congresso Nacional vai analisar os 28 vetos parciais...

29 de março de 2021
TCE/SC alerta prefeitos dos 295 catarinenses sobre cumprimento do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19
O Tribunal de Contas de Santa Catarina encaminhou, na tarde desta quinta-feira (25/3), ofício circular para alertar os prefeitos dos 295 municípios catarinenses quanto ao cumprimento do Plano...

29 de março de 2021
Judiciário de SC declara ilegal a greve dos professores do município de Florianópolis
O desembargador Paulo Ricardo Bruschi, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), declarou nesta quinta-feira (25) a ilegalidade da greve dos professores do município de Florianópolis. O...

29 de março de 2021
SONORIZAÇÃO AMBIENTE Ecad pode cobrar por músicas ouvidas por motorista de ônibus, diz STJ
A execução de obras musicais dentro dos ônibus de transporte públicos, ainda que em rádios usados pelos motoristas, não se enquadra em qualquer nas exceções de ofensa aos direitos autorais...

29 de março de 2021
Terceirizados não têm direitos equiparados a funcionários de empresa pública
"A equiparação de remuneração entre empregados da empresa tomadora de serviços e empregados da empresa contratada (terceirizada) fere o princípio da livre iniciativa, por se tratar de agentes...

29 de março de 2021
LEI Nº 14.128, DE 26 DE MARÇO DE 2021
Dispõe sobre compensação financeira a ser paga pela União aos profissionais e trabalhadores de saúde que, durante o período de emergência de saúde pública de importância nacional decorrente da...

26 de março de 2021
PROTEÇÃO DA INFÂNCIA Plenário do Supremo mantém proibição de publicidade em escolas da Bahia
Estados têm competência concorrente para legislar sobre defesa da saúde e proteção da infância. Com esse entendimento, o Plenário do Supremo Tribunal Federal, por unanimidade, negou nesta...

26 de março de 2021
TJSC aprova nova tese vinculante em sede de IRDR
É possível questionar em juízo, por meio de prova pericial, o resultado obtido por comissão de concurso público nas avaliações psicológicas, desde que o objeto seja o teste realizado,...

23 de março de 2021
DECRETO Nº 10.656, DE 22 DE MARÇO DE 2021
Regulamenta a Lei nº 14.113, de 25 de dezembro de 2020, que dispõe sobre o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação.O PRESIDENTE...

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo

O portal da AMAVI utiliza alguns cookies para coletar dados estatísticos. Você pode aceitá-los ou não a seguir. Para mais informações, leia sobre nossos cookies na página de política de privacidade.