AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

quarta, 23 de maio de 2018

Lideranças municipalistas discutem dificuldades enfrentadas na área da saúde

Um documento elaborado a partir de uma Arena Temática dentro da XXI marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que ocorreu nesta terça-feira, 22, destaca as dificuldades municipalistas na área da saúde. A Arena fez um balanço dos 30 anos do Sistema Único de Saúde – SUS, quando em 1986 ficou clara a responsabilidade tríplice da União, dos Estados e dos Municípios.

O ponto central defendido pelos municípios é a revogação da Emenda 95, que limita o teto de gastos públicos. Prova da disparidade entre responsabilidades e financiamento da saúde se reflete em quanto os municípios têm aplicado em saúde. Embora a constituição exija que os entes municipais apliquem 15% das receitas em saúde, os municípios catarinenses investiram em média 25%, ou seja 10% acima do limite constitucional.

O documento foi elaborado com a participação de prefeitos, secretários de saúde e representantes do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde – CONASEMS. O presidente da AMAVI, Cesar Cunha e os prefeitos de Petrolândia, Joel Longen e de Trombudo Central, Geovana Gessner participaram da arena temática da saúde.

Segue Documento Completo:

Resumo das demandas e encaminhamentos da Arena da Saúde na XXI Marcha dos Municípios a Brasília:

Os tensionamentos que emergiram da Arena dizem respeito, principalmente: Ao subfinanciamento da Saúde, a transferência de responsabilidade aos Municípios, a judicialização criminalizatória do executivo Municipal sem reconhecimento, por parte do Sistema de Justiça, de como funciona e se financia o SUS.

Proposta para esses problemas:

1) Revogação da Emenda 95; garantia do comando único; respeito do Pacto Federativo, as responsabilidades de cada ente na organização e no financiamento.

2) Urgem ações de ordem política para quebra excessiva burocratização, de regras impeditivas da garantia do Planejamento local e ascendente;

3) Fim da imposição por parte do Governo Federal aos Municípios, dos Pisos Salariais, como os dos Agentes Comunitários e de Combate a Endemias;

4) A redução e qualificação da judicialização da Saúde, com a aproximação do Executivo Municipal com os atores do Sistema de Justiça, para que estes também compreendam e reconheçam as Políticas, as respectivas responsabilidades dos entes na execução e financiamento.

*Com informações da comunicação FECAM

Últimas notícias

18 de janeiro de 2022
AMAVI realiza evento para profissionais da educação
A AMAVI, através da assessoria educacional, realiza no dia 3 de fevereiro, no Centro de Inovação Norberto Frahn, (CINF), em Rio do Sul, a tradicional palestra de abertura do ano letivo. O...

23 de dezembro de 2021
Comunicado de férias
A Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí- AMAVI informa que não haverá expediente entre os dias 27 de dezembro de 2021 e 02 de janeiro de 2022. Neste período, os municípios que...

10 de dezembro de 2021
Prefeitos elegem diretoria da AMAVI 2022
O prefeito de Agrolândia, José Constante, vai presidir a Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (AMAVI) a partir do mês de janeiro. A sua eleição deu-se por aclamação durante...

30 de novembro de 2021
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 42.443 casos confirmados de Covid 19, sendo 41.709 recuperados e 636 óbitos. O...

10 de novembro de 2021
Prefeitos aprovam projeto de unificação dos consórcios intermunicipais
Em assembleia da AMAVI realizada na manhã de hoje, 10, a proposta de unificação dos consórcios CIS e CIM-AMAVI foi acatada pelos prefeitos. A junção das duas entidades permitirá otimização de...

05 de novembro de 2021
Programa de turismo rural desenvolvido no Alto Vale é apresentado em feira nacional
O programa de turismo no espaço rural desenvolvido pela assessoria de turismo e cultura da AMAVI, “Caminhos do Campo”, está em destaque na Festuris de Gramado-RS, uma das maiores feiras de...

26 de julho de 2021
Prefeitos conhecem trabalho desenvolvido na gestão dos resíduos sólidos no Médio Vale
Prefeitos do Alto Vale do Itajaí e técnicos dos municípios e da AMAVI realizaram na última sexta-feira, 23, visita técnica ao Parque Girassol – Sistema de Tratamento dos Resíduos Sólidos no...

28 de maio de 2021
Programas da Secretaria de Estado da Agricultura são discutidos em reunião da AMAVI
Os prefeitos e secretários municipais de agricultura do Alto Vale foram orientados sobre os programas de fomento agropecuário da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do...

18 de maio de 2021
Nota de Pesar
É com profundo pesar, que a AMAVI recebe a notícia do falecimento do ex-governador e ex-senador Casildo Maldaner. Aos 79 anos, Casildo foi uma das maiores lideranças políticas do nosso Estado....

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo

O portal da AMAVI utiliza alguns cookies para coletar dados estatísticos. Você pode aceitá-los ou não a seguir. Para mais informações, leia sobre nossos cookies na página de política de privacidade.