AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

quarta, 27 de maio de 2015

XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios

"Nunca presenciei uma crise tão grande como a de agora", lamentou o presidente da Confederação Nacional dos Municípios - CNM, Paulo Ziulkoski, na abertura oficial da XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, nesta terça-feira (26).

Segundo Ziulkoski, tudo isto tem que ser reparado no novo Pacto Federativo. Ele tem que ser transparente e pensado junto com os Municípios. A conjuntura atual com a crise econômica e crise política força a União a fazer ajuste, mas, com isso, o prefeito vai ser obrigado a fazer ajuste nas prefeituras. O corte de R$ 21 bilhões de emendas somado ao ajuste fiscal impactam diretamente nos Municípios. Além disto, os Restos a Pagar somam R$ 35 bilhões, assim mais de 60 mil obras estão paradas nos Municípios, prejudicando a gestão, a população e os empresários. "Será que os prefeitos têm coragem de vir à Brasília devolver os programas federais?" indagou o presidente da entidade municipalista nacional.

O presidente da Federação Catarinense de Municípios - FECAM e prefeito de Chapecó, José Caramori, participou da solenidade e reforçou que sua expectativa é a de que o Brasil avance e os Municípios tenham a valorização e o respaldo que merecem. "A minha expectativa, e com certeza a expectativa dos mais de cinco mil prefeitos brasileiros, é uma só: que nós possamos de fato ter avanços reais nas administrações dos municípios, termos uma visão plena e clara das competências de cada um dos entes federados, de que o país é composto, sobretudo por municípios onde as pessoas vivem, que o sistema de distribuição do bolo tributário é injusto e não pode continuar desta forma e paralelamente a esta questão falimentar dos municípios brasileiros ainda temos as questões das reformas outras que estão sendo discutidas e que não avançam na velocidade que deveriam avançar".

As diferentes edições da Marcha mostraram que é possível melhorar as condições financeiras dos Municípios. Entre as conquistas estão, por exemplo, a lei que regula o Imposto sobre Serviços - ISS, o Salário Educação em 2004, o aumento de 1% no Fundo de Participação dos Municípios - FPM em 2014.

Quando o governo federal fez a renúncia fiscal para acelerar a economia, ele retirou R$ 520 bilhões do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI e Imposto de Renda - IR, assim o FPM sofreu uma perda de aproximadamente R$ 117 bilhões.

Outro ponto importante lembrado pelo presidente da CNM foi o fato de cada vez mais ser necessária uma parceria essencial com o Congresso Nacional já que ele assumiu uma posição protagonista. Não esquecendo que a pressão continua no Supremo Tribunal Federal - STF para aprovação da Lei dos Royalties.


Região Sul
O presidente da Associação dos Municípios do Paraná - AMP, Luiz Láraro Sorvos, falou na abertura da XVIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios apresentando as reivindicações dos três estados da região Sul do país.

"Presente de grego" assim classificou as medidas que o governo federal tem tomado em relação aos Municípios. Segundo ele, "é triste o desespero dos Municípios nesta edição da Marcha".

O corte no orçamento, feito pelo governo federal, na semana passada, irá prejudicar diretamente os Municípios na execução e na prestação dos principais serviços públicos. "Só com a união conseguiremos encontrar o caminho para solucionar os problemas dos Municípios", finalizou o presidente.

O presidente da FECAM lembra que Santa Catarina leva para a Marcha uma pauta de reivindicações dos municípios do estado que será apresentada aos deputados federais, senadores e a representantes do executivo nacional. "Trazemos uma pauta bem definida a Brasília, muitos dos pontos aqui colocados estão em consonância com os demais estados, mas a FECAM sempre pontua, conclama e leva a todos juntos para um objetivo que atinja àqueles que desejam um municipalismo melhor".

fonte: site da FECAM

Últimas notícias

08 de julho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 628 casos confirmados de Covid 19, sendo 360 recuperados e nove óbitos.Os...

22 de junho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 257 casos confirmados de Covid 19, sendo 212 recuperados e nove óbitos.Santa...

19 de junho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 251 casos confirmados de Covid 19, sendo 209 recuperados e nove óbitos.Santa...

18 de junho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 247 casos confirmados de Covid 19, sendo 200 recuperados e nove óbitos.Santa...

17 de junho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 245 casos confirmados de Covid 19, sendo 198 recuperados e nove óbitos.Santa...

10 de junho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 215 casos confirmados de Covid 19, sendo 145 recuperados e seis óbitos.Santa...

09 de junho de 2020
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 201 casos confirmados de Covid 19, sendo 135 recuperados e seis óbitos. Santa...

29 de maio de 2020
Governo sanciona auxílio financeiro aos municípios
O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de auxílio financeiro a estados e municípios. O texto foi publicado na edição desta quinta-feira (28/5) do Diário Oficial da União. Com a sanção...

25 de maio de 2020
Liberadas cirurgias, consultas e exames eletivos
As Portarias SES nº 341 e 342, publicadas pelo governo do Estado na última quarta-feira (20), autorizam que as Unidades Hospitalares reiniciem as atividades ambulatoriais de consultas e exames...

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo