AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

quarta, 28 de novembro de 2007

Prefeitos do Alto Vale estudam a criação de consórcio de saneamento

Nos dias 21, 22 e 23 de novembro, um grupo de prefeitos do Alto Vale do Itajaí, acompanhados de lideranças políticas da região, do assessor ambiental e do secretário executivo da AMAVI, estiveram no Rio de Janeiro conhecendo tecnologias adotadas em obras de saneamento. O primeiro compromisso da comitiva foi a visita na empresa “Águas de Niterói”, concessionária responsável pela distribuição de água, coleta e tratamento de esgoto sanitário das cidades de Niterói, Campos dos Goitacazes, Petrópolis e outras, totalizando o atendimento a mais de dois milhões de consumidores. No dia 22, a delegação conheceu a Usina Verde, empreendimento privado que possui tecnologia para tratamento de resíduos urbanos com geração de energia. A usina possui capacidade para tratamento de até 150 toneladas de lixo por dia. Levando em consideração que nenhum município do Alto Vale possui tratamento de esgoto e que a Lei 11.445/07 determina que os municípios têm prazo até final de 2008 para regularizar o problema do saneamento, a AMAVI está estudando a possibilidade de criar a agência regional de saneamento, para gerenciar as discussões acerca do problema. Um dos objetivos da viagem foi conhecer as tecnologias existentes para tratamento do lixo e esgoto, para possivelmente, através de uma agência regional ou consórcio intermunicipal, se implantar obras semelhantes na região. Além do cumprimento a legislação, outra preocupação da AMAVI e dos prefeitos é o compromisso com as gerações futuras. O secretário executivo da AMAVI, Agostinho Senem destaca: “Precisamos pensar nos próximos 50 ou 60 anos e para isso devemos iniciar um trabalho de tratamento do esgoto, de destinação correta para o lixo e cuidar da água”. A empresa Usina Verde dispõe de capital financeiro para implantar unidades em qualquer cidade brasileira, desde que haja o compromisso da municipalidade na entrega dos resíduos a serem incinerados, pois o lucro da companhia é oriundo da energia produzida e dos créditos de carbono. Para implantação no Alto Vale, a empresa precisa da garantia de aproximadamente 150 toneladas/dia de lixo. Outra possibilidade apresentada pelos diretores da empresa, é a venda da tecnologia, que hoje custa cerca de 20 milhões de reais e os municípios envolvidos podem pagar com a energia elétrica gerada após o lixo queimado, a qual poderá ser comercializada. De acordo com o presidente da AMAVI, prefeito José Goetten de Lima, o próximo passo é a realização de um estudo de viabilidade para implantação da Usina Verde e de unidades de tratamento de esgoto no Alto Vale, através da formação de consórcios. “A idéia é trabalhar em conjunto, nossos municípios não têm estrutura para implantar obras semelhantes individualmente, vamos levantar números sobre a quantidade de lixo produzida diariamente na região e avaliar a melhor forma de tratar o esgoto”. Na avaliação dos prefeitos, as tecnologias conhecidas são viáveis à região, apesar dos altos custos. “Sabemos que os investimentos na área do saneamento são necessários e representam valores altos, mas a partir do momento que isso acontecer vamos economizar em outras áreas”, diz o prefeito de Rio do Oeste, Odenir Felizari. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, OMS, cada real investido em saneamento básico, representa uma economia de 4 a 5 reais gastos com medicina curativa. Outro ponto que despertou atenção dos prefeitos, foi a localização de uma estação de tratamento de esgoto, ou seja, no pátio de um PSF no bairro de Jurujuba em Niterói, a unidade opera com 95% de eficiência sem odor ou outro inconveniente. Este modelo tem capacidade para atender dez mil consumidores e foi considerado ideal para os municípios do Alto Vale. A empresa Águas de Niterói mostrou-se disposta a realizar orçamento sem compromisso aos municípios interessados em conceder os serviços à mesma. Mais Detalhes

Últimas notícias

12 de maio de 2021
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 30.808 casos confirmados de Covid 19, sendo 29.343 recuperados e 405 óbitos. O...

23 de abril de 2021
Parque dos Resíduos Sólidos e projetos do BRDE são discutidos em assembleia
Reunidos em assembleia geral da AMAVI, realizada de forma virtual na manhã de hoje, 23, os prefeitos do Alto Vale aprovaram resoluções sobre o projeto do Parque de Processamento e Tratamento...

19 de março de 2021
Nota de Falecimento
Com profunda tristeza, a AMAVI comunica o falecimento do Vice-prefeito Municipal de Aurora, Ronaldo Gunther.Ronaldo tinha 66 anos, era empresário do ramo da cebolicultura e também agricultor....

01 de março de 2021
Prefeitos discutem aulas presenciais e compra de vacinas
Na última sexta-feira, 26, os prefeitos do Alto Vale participaram de uma reunião on-line para discutir a continuidade das aulas presenciais e a possibilidade de compra de vacinas pelos...

23 de fevereiro de 2021
Prefeitos reforçam a necessidade de medidas preventivas
Diante do agravamento da pandemia de COVID-19 no Estado e com a classificação do Alto Vale no nível gravíssimo, a presidente da AMAVI, Geovana Gessner, convocou uma reunião, 22, para...

09 de fevereiro de 2021
Prefeitos discutem pauta regional de reivindicações
Entre os diversos assuntos discutidos na assembleia da AMAVI, na última sexta-feira, 05, em Rio do Oeste, os prefeitos foram unânimes em solicitar a cobrança por mais obras e investimentos...

03 de fevereiro de 2021
AMAVI pede novo convênio para o Programa Recuperar
Um novo convênio do Programa Recuperar é fundamental para a manutenção dos 495 quilômetros da malha viária da região. A colocação foi feita pela presidente da Associação dos Municípios do Alto...

28 de janeiro de 2021
Definida coordenação da CIR para 2021
A Comissão Intergestores Regional de Saúde do Alto Vale do Itajaí- CIR tem nova coordenação. Em reunião realizada ontem, 27, através de videoconferência, foi definida a diretoria para o ano...

26 de janeiro de 2021
Educação inicia ano letivo com ciclo de palestras
Para marcar o início das atividades do setor em 2021, a assessoria educacional da AMAVI está realizando um ciclo de palestras on-line. O evento substitui a tradicional “palestra de...

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo

O portal da AMAVI utiliza alguns cookies para coletar dados estatísticos. Você pode aceitá-los ou não a seguir. Para mais informações, leia sobre nossos cookies na página de política de privacidade.