AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

quinta, 31 de janeiro de 2013

Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas divulga programas do Governo Federal em parceria com os municípios

Encerrou ontem, (30), em Brasília, o Encontro Nacional de Novos Prefeitos e Prefeitas, promovido pela Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República. Milhares de novos gestores de todo país acompanham desde a última segunda-feira (28) a apresentação de projetos e programas de diversas áreas do Governo Federal. A presidente Dilma Rousseff abriu o evento e fez um relato das principais ações do Governo nas áreas sociais. O Alto Vale do Itajaí esteve representado no evento por uma comitiva de 19 prefeitos, assessores e secretários municipais, coordenada pelo presidente da AMAVI prefeito Hugo lembeck,

Resumo das medidas anunciadas pelo Governo Federal:

No discurso da presidente Dilma Rousseff:

- Governo Federal não admite tratamento discriminatório por questões ideológicas. "Precisamos trabalhar mais e cada vez mais juntos. Queremos a cooperação de todos e vamos atrás dela".

- O governo federal começará a compensar os municípios que têm dívidas com a Previdência Social, anunciou a presidenta Dilma Rousseff. Segundo ela, 833 municípios começarão a receber compensações de R$ 500 mil mensais.

- Disponibilização de R$ 66,8 bilhões para investimento das prefeituras neste ano, dos quais R$ 35,5 bilhões já contratados, que serão liberados a partir do final de fevereiro, e R$ 31,3 bilhões de recursos novos para projetos a serem selecionados, que já podem ser apresentados.

- No Programa Minha Casa, Minha Vida, foram contratadas 1,3 milhão de novas moradias e estão previstas mais 1 milhão em esforço conjunto com as prefeituras.

- Liberação de R$ 66,8 bilhões para auxiliar os municípios a construir creches, escolas, reformar postos de saúde, levantar novas unidades de pronto atendimento e fazer obras de saneamento e de pavimentação, entre outros investimentos.

- O governo está abrindo dois processos de seleção em educação, para creches e quadras. No segundo processo seletivo, será assegurada a construção e cobertura de 2.927 quadras em escolas públicas. Essas escolas poderão se qualificar, desde que tenham 100 ou mais alunos.

Saúde:

- A meta do Ministério da Saúde para este ano é construir 1.253 de novas UBS, outras 5.629 serão ampliadas e 4.348 serão reformadas. Está previsto ainda R$ 1,2 bilhão para a compra de equipamentos para as UBS. O programa de requalificação já beneficiou 3.872 municípios em todo Brasil, apoiando construções, reformas e ampliações de UBS. Para melhorar a estrutura física das UBS, o ministério aumentou a área total mínima das unidades. A UBS de porte I aumentou de 153,24 m², para 297,72 m² e a UBS de porte II aumentou de 293,28 m² para 374,04 m². Além disso, serão financiadas também UBS de porte III, com 481,32 m², e ainda a UBS de porte IV, com 564,84 m².

Social:

- Programa "O Viver Sem Limite" tem R$ 7,6 bilhões em recursos para implementar políticas públicas em todo o país. A iniciativa é coordenada pela SDH/PR, envolvendo 15 ministérios e o Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade). Somente na área educacional, a meta é adquirir 2,6 mil veículos adaptados e tornar 13,5 mil salas de aula acessíveis.

- Os prefeitos e prefeitas devem criar conselhos da pessoa com deficiência. Outra ação frisada é a implantação de 45 centros de referência em reabilitação.
- Governo pediu para que os prefeitos deem suporte à qualificação dos Conselhos Tutelares, pois está disponibilizando 500 kits para os órgãos, compostos por um carro, cinco computadores, uma impressora multifuncional, um refrigerador e um bebedouro. Para isso, as prefeituras precisam se habilitar junto à SDH/PR.

Superação da miséria:

- Segundo o secretário extraordinário para Superação da Extrema Pobreza do MDS, Tiago Falcão, há recursos financeiros e ferramentas, com acesso simplificado, para apoiar a elaboração de ações e programas sociais nos municípios. Para auxiliar os prefeitos e prefeitas, o ministério elaborou uma cartilha com os programas e ações do plano de superação da extrema pobreza para distribuir no evento. Durante o encontro, o MDS também lançou o portal Plano Brasil Sem Miséria no Seu Município.

Educação:

- O ministro disse que a posição do Ministério da Educação é que o piso nacional do magistério precisa continuar crescendo de forma sustentável e progressiva, para atrair bons profissionais. Ele apontou como alternativa de financiamento a destinação dos recursos dos royalties do petróleo para a educação. "Se tivermos recursos dos royalties, vamos resolver o problema de financiamento, inclusive salarial dos professores".

Cultura:

- A ministra da Cultura, Marta Suplicy, disse que o Vale-Cultura vai fomentar a economia dos municípios. Durante o encontro, Marta explicou aos prefeitos de todo o país sobre o funcionamento do Vale-Cultura e do Sistema Nacional de Cultura. O trabalhador com carteira assinada terá R$ 50 para gastar com programas culturais como shows, cinemas, exposições, teatro, além de poder comprar livros e revistas. Cada beneficiário terá descontado de sua folha salarial R$ 5, ao passo que os demais R$ 45 ficam a cargo do empregador.

Telecomunicações:

- O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, pediu a ajuda dos prefeitos para facilitar a instalação de antenas de telefonia móvel no país para ampliar a infraestrutura nas cidades para aumentar o acesso da população aos serviços de telecomunicação. Bernardo lembrou que, em muitos municípios, as legislações para instalação de antenas e torres de celulares são muito restritivas. Uma lei federal para unificar as regras já foi aprovada no Senado, e a expectativa do governo, segundo o ministro, é que a matéria seja analisada pela Câmara dos Deputados ainda no primeiro semestre deste ano.

- Projeto Cidades Digitais deve selecionar este ano cerca de 200 municípios que irão receber infraestrutura de rede para ligar todos os pontos da administração municipal. O programa garante acesso da população aos serviços de governo eletrônico e à internet, por meio de postos instalados em praças, rodoviárias e outros espaços públicos. A iniciativa viabiliza a conexão entre os órgãos públicos, por meio de fibra ótica, com a instalação de equipamentos e softwares, suporte técnico, capacitação de pessoal local e fornecimento de aplicativos nas áreas de gestão financeira, tributária, de saúde e educação.

Incentivos à Exportação:

- Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) apresentou as principais ferramentas de apoio público e governamental às exportações brasileiras. Citou o programa Redeagentes que capacita estudantes para se tornarem agentes que orientarão, gratuitamente, empresários de pequeno e médio porte sobre como exportar. Os agentes são voluntários e, desde 2000, já foram realizados mais de 800 cursos e treinamentos, com capacitação de mais de 22 mil pessoas em todos os estados brasileiros.

- O MDIC dispõe ainda de uma série de serviços estatísticos que permitem aos empresários e gestores públicos se informarem sobre a realidade e os processos relacionados ao comércio exterior. Nas estatísticas da Secex, os interessados podem conferir os dados da balança comercial do país, dos estados e dos municípios, atualizados mensalmente, além dos recortes setoriais por cooperativas e trading companies. Os dados municipais trazem informações sobre os produtos exportados e importados, e os mercados de destino e origem de cada município que tenha realizado operações de comércio exterior.

- A série Aprendendo a Exportar é uma coleção multimídia orientada para o aprendizado das operações de exportação, que inclui central de atendimento, simulador do preço de exportação e o fluxo lógico e operacional do processo de vendas aos mercados exteriores. Atualmente, já foram desenvolvidas edições da série para confecções, móveis, calçados, artesanato, alimentos, flores e plantas ornamentais, máquinas e equipamentos, gemas, joias e afins, e pescado.

- No serviço Comex-Responde, os usuários podem tirar dúvidas diversas sobre exportações e importações. Trata-se de um canal de contato direto e descomplicado pela internet, que já recebeu mais de 31 mil consultas. No AliceWeb? , é possível realizar pesquisas detalhadas sobre o fluxo comercial dos produtos de toda a pauta de exportação e importação brasileira.

- Na Vitrine do Exportador, os empresários podem desenvolver páginas personalizadas para promover os seus produtos, com a possibilidade de inclusão de vídeos, fotos e aplicativos de geolocalização, além de dados comerciais diversos, como descrição da empresa e seus produtos e mercados. Existe ainda uma área para formulário de propostas de negócios de importadores estrangeiros.

- O Sistema de Registro de Informações de Promoção (Sisprom), que auxilia no processo de internacionalização das empresas, com redução à zero do imposto de renda sobre remessas ao exterior para pagamento de despesas com promoção de produtos, serviços e destinos turísticos. O objetivo principal do Sisprom é estimular a participação de empresas na prospecção de novos mercados, tendo como consequência alavancar as exportações.

fonte: Assessoria de Comunicação FECAM


Últimas notícias

28 de janeiro de 2022
Empossada diretoria da AMAVI 2022
Prefeitos, vice-prefeitos e demais representantes dos municípios do Alto Vale do Itajaí estiveram reunidos ontem, 27, em Agrolândia, para a primeira assembleia ordinária da AMAVI do ano com...

18 de janeiro de 2022
AMAVI realiza evento para profissionais da educação
A AMAVI, através da assessoria educacional, realiza no dia 3 de fevereiro, no Centro de Inovação Norberto Frahn, (CINF), em Rio do Sul, a tradicional palestra de abertura do ano letivo. O...

23 de dezembro de 2021
Comunicado de férias
A Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí- AMAVI informa que não haverá expediente entre os dias 27 de dezembro de 2021 e 02 de janeiro de 2022. Neste período, os municípios que...

10 de dezembro de 2021
Prefeitos elegem diretoria da AMAVI 2022
O prefeito de Agrolândia, José Constante, vai presidir a Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (AMAVI) a partir do mês de janeiro. A sua eleição deu-se por aclamação durante...

30 de novembro de 2021
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 42.443 casos confirmados de Covid 19, sendo 41.709 recuperados e 636 óbitos. O...

10 de novembro de 2021
Prefeitos aprovam projeto de unificação dos consórcios intermunicipais
Em assembleia da AMAVI realizada na manhã de hoje, 10, a proposta de unificação dos consórcios CIS e CIM-AMAVI foi acatada pelos prefeitos. A junção das duas entidades permitirá otimização de...

05 de novembro de 2021
Programa de turismo rural desenvolvido no Alto Vale é apresentado em feira nacional
O programa de turismo no espaço rural desenvolvido pela assessoria de turismo e cultura da AMAVI, “Caminhos do Campo”, está em destaque na Festuris de Gramado-RS, uma das maiores feiras de...

26 de julho de 2021
Prefeitos conhecem trabalho desenvolvido na gestão dos resíduos sólidos no Médio Vale
Prefeitos do Alto Vale do Itajaí e técnicos dos municípios e da AMAVI realizaram na última sexta-feira, 23, visita técnica ao Parque Girassol – Sistema de Tratamento dos Resíduos Sólidos no...

28 de maio de 2021
Programas da Secretaria de Estado da Agricultura são discutidos em reunião da AMAVI
Os prefeitos e secretários municipais de agricultura do Alto Vale foram orientados sobre os programas de fomento agropecuário da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do...

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo

O portal da AMAVI utiliza alguns cookies para coletar dados estatísticos. Você pode aceitá-los ou não a seguir. Para mais informações, leia sobre nossos cookies na página de política de privacidade.