AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

quinta, 20 de setembro de 2007

Lideranças políticas e empresarias garantem apoio a iniciativa pró-ferrovia

Um termo de compromisso que pede a criação de uma comissão permanente de estudos Pró Implantação de Ferrovias Catarinenses foi entregue na última quinta-feira (20/09) ao Governador, Luiz Henrique da Silveira em Rio do Sul. O objetivo do documento assinado por representantes da classe política e empresarial do Alto Vale é formalizar a união entre a iniciativa pública e privada em esforços para reativar a antiga Estrada de Ferro Santa Catarina, que até o início da década de 70 servia como alternativa de transporte de carga e passageiros e dar continuidade as discussões e estudos acerca deste projeto. A entrega do documento ocorreu durante o primeiro Fórum Catarinense Pró-Ferrovia, encontro promovido pelo Governo do Estado, Prefeitura de Rio do Sul, AMAVI, FECAM, ACIRS e UNIDAVI que mobilizou a classe política e empresarial do estado, contanto com grande participação de prefeitos, representantes de entidades industriais e comunidade.

No encontro realizado na Universidade para o Desenvolvimento do Alto Vale do Itajaí (Unidavi), o Prefeito Milton Hobus pediu empenho da classe política para que sejam aplicados os estudos necessários para este trabalho, que atende por ligar o Oeste ao Litoral do Estado com malha ferroviária, facilitando o transporte de produtos destinados à exportação e que obrigatoriamente passam pelos portos catarinenses.

De acordo com o presidente da AMAVI, prefeito José Goetten de Lima, a associação estará engajada neste projeto, dando continuidade ao trabalho iniciado há alguns anos, quando em conjunto com outras associações de municípios do Vale contrataram um estudo de viabilidade de implantação da ferrovia.



Baixe o Flash Player para ver esse vídeo.




O Governador Luiz Henrique mostrou compromisso com o pedido deste primeiro fórum, ressaltando que pretende incluir o possível projeto de construção no orçamento estadual e de buscar apoio federal, sem esquecer da duplicação completa da BR-470. O Governador disse ainda estar ciente do desafio, mas lembrou de obras ferroviárias realizadas na China e na Rússia, que ultrapassaram barreiras como relevo e altitude, muito mais complexas do que as existentes em Santa Catarina. “Temos que pensar em uma ferrovia bi-oceânica, que atravesse o continente e siga em direção ao Chile. Assim tornaríamos Santa Catarina uma potencialidade econômica muito ampla”, garantiu.

Representantes de organizações empresariais e do setor privado participaram do fórum e apresentaram projetos e trabalhos ligados à Ferrovia, comprovando que a iniciativa é inteligente, porém precisa ser muito bem estudada. O Coordenador da área de competitividade da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Egídio Marturano, lembrou da grande importância da exportação catarinense, sendo que 10% da movimentação dos portos brasileiros são feitos no Porto de Itajaí, e que a maioria das entregas no litoral é através de caminhões, que precisam cruzar o estado pelas rodovias. “A ferrovia vem a suprimir uma necessidade vital de logística do Estado”, garantiu.

O presidente do grupo Batistella, Hildo Batistella, empresa que assumiu a responsabilidade da construção do Porto na cidade de Itapoá, no litoral norte de Santa Catarina, explicou que todo o Estado poderá ser beneficiado com es ta linha férrea, mas que ela deverá obrigatoriamente ultrapassar a fronteira no extremo-oeste, seguindo pela Argentina e pelo Paraguai: “caso contrário ela não se mantém, pois não adianta um trem levar mercadorias ao litoral e voltar vazio”.

O diretor de Logística da empresa Votorantin Cimentos, Fred Fernandes apresentou um levantamento da movimentação de cargas realizado pela empresa e garantiu que a futura unidade da indústria de cimentos que será construída no município de Vidal Ramos poderá ser parceira da iniciativa. “Acredito que o desenvolvimento só será crescente no Alto Vale e em todo o Estado mediante a instalação de uma via alternativa de transporte, como a ferrovia”.

Representando a Geitran Consultoria e Planejamento, o engenheiro ferroviário Carlos Ribeiro mostrou um projeto criado em 2001 com as possibilidades de implantação de uma nova ferrovia em Santa Catarina, saindo de Itajaí, em direção ao Oeste, passando por pontos estratégicos do Médio e Alto Vale como Blumenau, Indaial, Rio do Sul e Agrolândia.

Ao final do fórum, o governador Luiz Henrique disse estar entusiasmado com a proposta e afirmou que vai levar adiante o pedido, comprometendo-se com a criação de uma comissão permanente de estudos para elaboração de um projeto consolidado pró reativação da estrada de ferro.


Fonte: Assessoria de Imprensa PMRS

Últimas notícias

11 de outubro de 2019
Prefeitos definem início do Projeto Recuperar
Os prefeitos dos sete municípios que possuem rodovias estaduais não pavimentadas (Atalanta, Ituporanga, Petrolândia, Presidente Nereu, Rio do Oeste, Taió e Vidal Ramos) estiveram reunidos na...

04 de outubro de 2019
Estado e CIM-AMAVI assinam convênio para recuperação de rodovias
Os prefeitos do Alto Vale do Itajaí participaram ontem, 03, em Florianópolis, de uma reunião com o Governador do Estado, Carlos Moisés. No encontro foram apresentadas as prioridades regionais...

30 de setembro de 2019
Lideranças políticas debatem ações de infraestrutura
Na última sexta-feira, 27, prefeitos e demais lideranças políticas do Alto Vale e do Estado se reuniram em assembleia ordinária da AMAVI, em Santa Terezinha, para discutir demandas regionais...

27 de setembro de 2019
Gestores públicos do Alto Vale participam do Congresso de Prefeitos
Prefeitos, secretários e servidores dos municípios do Alto Vale e técnicos da AMAVI participaram nos dias 24, 25 e 26 de setembro, em São José, do Congresso de Prefeitos. O maior evento...

26 de setembro de 2019
Assembleia da AMAVI
Nesta sexta-feira, 27, será realizada assembleia da AMAVI em Santa Terezinha. A reunião que antecede a abertura da 13ª Festa Regional do Mel, acontece a partir das 16h, na Câmara de Vereadores....

17 de setembro de 2019
Curso de gestão e fiscalização de contratos será realizado na AMAVI
Diante da demanda apresentada pelos municípios e atendendo determinação do MPSC, nos dias 24 e 25 de setembro será realizado em Rio do Sul, o Curso de Gestão e Fiscalização de Contratos...

11 de setembro de 2019
Inicia a fase de avaliação do Prêmio AMAVI de Educação
Com o objetivo de valorizar iniciativas que melhoram a realidade educacional dos municípios do Alto Vale do Itajaí, a AMAVI, através da assessoria de educação, está realizando neste ano , mais...

03 de setembro de 2019
AMAVI tem novo presidente
O prefeito de Presidente Nereu, Isamar de Melo, assumiu hoje, 03, a presidência da AMAVI. A renúncia do prefeito Bento Francisco Silvy, anunciada na última sexta-feira durante assembleia...

23 de agosto de 2019
Prefeitos recebem homenagem por incentivo e valorização da cultura
Apresentações de dança, teatro, música e exposição de artesanato foram alguns dos destaques do I Fórum Regional de Cultura, realizado ontem, 22, em Trombudo Central. Durante o evento organizado...

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br

Ir para o topo