AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

segunda, 15 de agosto de 2011

Projeto da AMAVI é debatido no Senado

O secretário executivo da AMAVI, Agostinho Senem, participou na última sexta-feira, (12), do 15º Ciclo de Debates e Palestras da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal que discutiu temas relacionados a "Análise do instrumento da reserva legal para o desenvolvimento territorial rural, na perspectiva de mudanças no Código Florestal". Agostinho apresentou o projeto tecnológico que aborda demarcações de áreas de reserva legal de cerca de 40 mil pequenas propriedades rurais do Alto Vale do Itajaí.

O debate foi coordenado pelo Senador Acir Gurgacz, presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária- CRA e teve a participação dos especialistas Silvio Krinski- coordenador de Meio Ambiente da Organização das Cooperativas do Paraná – OCEPAR; Eliseu Roberto de Andrade Alves - assessor técnico da presidência da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária- EMBRAPA; Helton Damin da Silva-chefe geral da EMBRAPA FLORESTAS e Agostinho Senem - secretário executivo da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí – AMAVI.

Agostinho Senem,demonstrou o exemplo bem sucedido de trabalho de preservação na região do Alto Vale, com a recuperação da mata nativa nas propriedades - acima até do limite proposto no projeto de lei e com a formação de corredores ecológicos para interligá-las e manter a biodiversidade. Ele mostrou como é feito o trabalho de georreferenciamento, com apoio do ministério do Meio Ambiente, até a homologação nos registros de imóveis, com o auxílio da internet.

Para o engenheiro agrônomo Eliseu Alves, assessor do presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o debate em torno da reforma não pode se restringir ao foco no meio ambiente. Seria preciso também observar as necessidades da população no meio rural, o que significa levar em conta os custos sociais e de manutenção dos trabalhadores rurais no campo, além da responsabilidade do país na produção mundial de alimentos.

Também nesse sentido opinou Silvio Krinski, engenheiro agrônomo coordenador de meio ambiente da Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar). Segundo disse, o texto do Código Florestal atual desestimula a produção rural. Se permanecer sem ajustes, a segurança alimentar estará em risco, haverá desemprego e as pessoas deixarão as lavouras rumo aos centros urbanos.

O chefe geral da Embrapa Florestas, Helton Damin da Silva, comentou pontos específicos do texto em tramitação e argumentou que a reserva legal a ser recuperada deve considerar as áreas frágeis, para permitir recargas hidrológicas e a proteção de solo evitando-se assim os deslizamentos de terras, por exemplo, e para garantir a biodiversidade e os fluxos genéticos.

O senador Acir Gurgacz, presidente da CRA, afirmou que vai trabalhar para que a reforma do Código Florestal não comprometa a meta de acabar com a miséria. “Cabe ao Brasil 40% do aumento de produção de alimentos para contribuir para a erradicação da miséria até 2050. Portanto, nós precisamos sim cuidar do meio ambiente, mas também precisamos cuidar em abastecer as mesas da população brasileira e também da população mundial”.

Com informações: Elina Rodrigues Pozzebom / Agência Senado

Últimas notícias

18 de janeiro de 2022
AMAVI realiza evento para profissionais da educação
A AMAVI, através da assessoria educacional, realiza no dia 3 de fevereiro, no Centro de Inovação Norberto Frahn, (CINF), em Rio do Sul, a tradicional palestra de abertura do ano letivo. O...

23 de dezembro de 2021
Comunicado de férias
A Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí- AMAVI informa que não haverá expediente entre os dias 27 de dezembro de 2021 e 02 de janeiro de 2022. Neste período, os municípios que...

10 de dezembro de 2021
Prefeitos elegem diretoria da AMAVI 2022
O prefeito de Agrolândia, José Constante, vai presidir a Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (AMAVI) a partir do mês de janeiro. A sua eleição deu-se por aclamação durante...

30 de novembro de 2021
Boletim regional da Covid 19
De acordo com dados divulgados pelas secretarias municipais de saúde da região, o Alto Vale do Itajaí registra 42.443 casos confirmados de Covid 19, sendo 41.709 recuperados e 636 óbitos. O...

10 de novembro de 2021
Prefeitos aprovam projeto de unificação dos consórcios intermunicipais
Em assembleia da AMAVI realizada na manhã de hoje, 10, a proposta de unificação dos consórcios CIS e CIM-AMAVI foi acatada pelos prefeitos. A junção das duas entidades permitirá otimização de...

05 de novembro de 2021
Programa de turismo rural desenvolvido no Alto Vale é apresentado em feira nacional
O programa de turismo no espaço rural desenvolvido pela assessoria de turismo e cultura da AMAVI, “Caminhos do Campo”, está em destaque na Festuris de Gramado-RS, uma das maiores feiras de...

26 de julho de 2021
Prefeitos conhecem trabalho desenvolvido na gestão dos resíduos sólidos no Médio Vale
Prefeitos do Alto Vale do Itajaí e técnicos dos municípios e da AMAVI realizaram na última sexta-feira, 23, visita técnica ao Parque Girassol – Sistema de Tratamento dos Resíduos Sólidos no...

28 de maio de 2021
Programas da Secretaria de Estado da Agricultura são discutidos em reunião da AMAVI
Os prefeitos e secretários municipais de agricultura do Alto Vale foram orientados sobre os programas de fomento agropecuário da Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do...

18 de maio de 2021
Nota de Pesar
É com profundo pesar, que a AMAVI recebe a notícia do falecimento do ex-governador e ex-senador Casildo Maldaner. Aos 79 anos, Casildo foi uma das maiores lideranças políticas do nosso Estado....

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo

O portal da AMAVI utiliza alguns cookies para coletar dados estatísticos. Você pode aceitá-los ou não a seguir. Para mais informações, leia sobre nossos cookies na página de política de privacidade.