AMAVI Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí

Projeto Resgate do Patrimônio Histórico

A Região do Alto Vale do Itajaí, com localização geográfica privilegiada no cenário estadual, apresenta uma população de cerca de 250.000 habitantes e uma área correspondente a 7% do território catarinense, dividida em 28 municípios.

Tem sua economia baseada na agricultura, indústria, comércio e prestação de serviços. A distribuição equilibrada da população nas áreas urbana e rural é um aspecto importante que contribui para a diversidade produtiva em diferentes setores econômicos.

Contornada espacialmente pelo majestoso cenário da Mata Atlântica, a região registra nas suas origens as mais variadas e ricas formas de expressão do desenvolvimento artístico, histórico, cultural e econômico. Suas belezas naturais são potenciais turísticos relevantes, despertando gradativamente o poder público para investimentos na área.

A região foi colonizada a partir do século passado por descendentes de imigrantes europeus, em sua maioria italianos e alemães. Cada etnia trouxe consigo culturas específicas que, aliadas a cultura dos nativos deram significado histórico expressivo para o Alto Vale do Itajaí. Estes valores e tradições herdados estão desaparecendo com o passar dos anos. Se medidas de incentivo a sua preservação não acontecerem, os remanescentes deixarão de existir e a memória dos antepassados se apagará.

Os municípios do Alto Vale do Itajaí, possuem rico acervo regional de recursos históricos e culturais, composto por:

  • Edificações de arquitetura colonial, moderna e contemporânea;
  • Edificações de instalações públicas tais como o conjunto de remanescentes da extinta Estrada de Ferro Santa Catarina, antigas rodoviárias, prédios e outros equipamentos que marcaram a história da região;
  • A arquitetura religiosa, como: igrejas, grutas, cemitérios e capelas também edificadas ao longo da colonização;
  • A diversidade no acervo de época pré-industrial, como: engenhos de cana-de-açúcar, de farinha, de mandioca e de milho, movidos a animais e a rodas d'água;
  • Veículos de tração animal, tais como carros de bois, carroças, charretes e carros de mola;
  • Estufas de fumo e instrumentos afins;
  • Além da diversidade nas manifestações folclóricas e tradicionais: músicas e instrumentos, danças, corais, artesanato, gastronomia típica, idiomas, dentre outros.

Neste cenário, destaca-se a Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí-AMAVI, entidade pioneira no Brasil. Sua missão baseia-se nos princípios democraticamente assimilados, convertendo-se em responsabilidade social assumida. O caráter cooperativado e o poder político, resultam na união apartidária, onde o hábito da troca de experiências, contribui para o fortalecimento dos municípios e dos serviços prestados.

Para cumprir com seus objetivos, a AMAVI proporciona aos municípios assessoria técnica nas diferentes áreas da administração pública, buscando constantemente aperfeiçoar os trabalhos prestados, cumprindo importante papel para o desenvolvimento da região.

No ano de 2006, os 28 municípios da região e a AMAVI desenvolveram o Projeto Resgate do Patrimônio Histórico, executado em parceria com o Ministério da Justiça (através da Secretaria de Direito Econômico e Conselho Federal Gestor do Fundo de Direitos Difusos - CFDD) e apoio técnico da Fundação Catarinense de Cultura - FCC.

Etapa 1 - 2006

Etapa 2 - 2007-2008

Etapa 3 - 2009

AMAVI - Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí
CNPJ: 82.762.469/0001-22
Expediente: Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.
Fone: (47) 3531-4242 - Endereço: Rua XV de Novembro, nº 737, Centro, Rio do Sul/SC
CEP: 89160-015 - Email: amavi@amavi.org.br
Instagram
Ir para o topo